Polônia - Os Indomáveis


Nesta data, em 13 de dezembro de 1981, a Nação Polonesa foi silenciada. Este é o primeiro vídeo de uma série de quatro vídeos para relembrar a resistência polonesa e a grandeza de um povo que não se deixou derrotar.
Com o final da Primeira Guerra Mundial, o povo polonês reorganizou a Polônia, um país que há muito não era indepenente. O caos da Guerra e a consequente desorganização das forças beligerantes foram largamente favoráveis ao reestabelecimento da Polônia, um estado antigo, famoso e tradicional, lar das clássicas Varsóvia, Cracóvia e Gdansk. Esta independência foi violada em 1939, ano em que a invasão da Polônia por Adolf Hitler desencadeou uma nova Guerra Mundial. Em complô com os comunistas, Hitler partiu a Polônia ao meio, vítima de uma dupla invasão. Por um lado, os nazistas, a oeste; a leste, do outro lado, os comunistas. A luta dos poloneses contra os dois invasores começara, e duraria quase todo o século XX. A Polônia foi abandonada pelos aliados, indefesa contra o poderio soviético na região do leste europeu, após a Segunda Guerra Mundial. O tesouro dos olhos dos comunistas desde a época de Lênin agora estava nas mãos da URSS, que o colocaria sob sua Doutrina de Soberania Limitada, consagrada no Pacto de Varsóvia: nações independentes, entre aspas, da União Soviética, formando um bloco comunista no Leste Europeu. Winston Churchill, em 1946, caracterizou o que se formara no Leste Europeu: "do Estetino no Báltico a Trieste no Adriático, uma 'Cortina de Ferro' encobriu o continente. (...) todas estas famosas cidades e suas populações vivem no que devo chamar de Esféra Soviética, e todas estão sujeitas, de uma forma ou outra, não somente a influência soviética, mas a um elevado e crescente controle de Moscou." Escravizada pelos soviéticos, a nação polonesa continuou lutando contra o tenebroso inimigo durante os anos e décadas que se seguiram. Em 1978, entretanto, Karol Józef Wojtyła foi eleito Bispo de Roma, Papa São João Paulo II. Polonês, o novo Papa incendeia os corações de seus compatriotas. Na sua primeira homilia, convoca a resistência cristã: "não tenhais medo!" Em viagem à Polônia, vigiado por agentes comunistas e controlado, o padre ensina sobre a superioridade da ordem moral e convoca os jovens a construírem uma nação de amor. Uma demonstração de coragem, a viagem do Papa à Polônia serviu como materialização das orações do povo polonês. Fundado em 1980, apenas um anos antes da imposição da Lei Marcial, e liderado por Lech Wałęsa, Solidariedade, o primeiro sindicato independente de trabalhadores a surgir em qualquer país comunista, colocou em xeque o poder dos ditadores sobre o povo. Protestos inundaram as ruas e o controle totalitário não era mantido mais tão facilmente como antes. O novo espírito no ar era incontrolável e as demandas por democracia, liberdade e justiça eram recebidas de forma cada vez mais violenta. Em 13 de dezembro de 1981, incapaz de controlar a situação no país que tomaram por instância, incapaz de colocar rédeas no povo que tomaram como seus meros colonos, o Partido Operário Unificado Polaco, partido único da Polônia, suspendeu as liberdades individuais no país. Pessoas foram presas, mortas e censuradas, houve toque-de-recolher e tanques soviéticos nas ruas 24 horas por dia. A participação soviética foi antecipada por comunicado do próprio partido, e a Lei Marcial foi imposta apenas após a aprovação da URSS, o que demonstra o nível de subserviência do Partido Operário com relação ao Partido Comunista Soviético. Os protestos continuaram, e o apoio internacional à Polônia cresceu. Em 1989, o país se libertaria novamente, ainda ferido pelas cicatrizes do comunismo -- os estupros, os assassinatos, a perseguição, a censura --, mas pronto para olhar para frente, como sempre, "alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração". Tradução: Andrey Costa APOIE OS TRADUTORES DE DIREITA https://apoia.se/tradutoresdedireita Webpage: http://TradutoresdeDireita.org Facebook: http://facebook.com/tradutoresdedireita Twitter: http://twitter.com/tradutores_br Instagram: https://www.instagram.com/tradutoresd... YouTube: https://youtu.be/JmUBCsuW_ik

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.