Grupo de empresários lança agenda pró-Bolsonaro para gerar 1 milhão de empregos já no primeiro mês do mandato

Iniciativa, liderada pelo Movimento Brasil 200, tem por objetivo criar um milhão de vagas já no primeiro mês do mandato do presidente eleito

Em uma iniciativa inédita, um grupo de empresários brasileiros lançará na próxima segunda-feira (17), na sede da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), em São Paulo, uma campanha de mobilização nacional para que sejam gerados pelo menos 1 milhão de empregos com carteira assinada no primeiro mês do mandato de Jair Bolsonaro.

Chamado de ‘Empregue +1 – Empresários Unidos a favor do Emprego’, o movimento sugere que cada empresa, das micro às grandes companhias, abra pelo menos uma vaga em janeiro.

A iniciativa é liderada pelo Movimento Brasil 200, grupo criado no ano passado pelo dono das Lojas Riachuelo, Flávio Rocha, que chegou a lançar sua candidatura à Presidência da República, mas desistiu da disputa. 

Segundo Gabriel Kanner, presidente do Movimento Brasil 200, há 22 milhões de CNPJs no país e, "se tivermos adesão de 5% deles, serão 1 milhão de vagas". 

Segundo ele, a ideia "é ter um impacto grande na geração de empregos já no começo do ano", coincidindo assim com o início do governo de Jair Bolsonaro.

Janeiro é um mês que tradicionalmente registra baixa contratação de novos empregados, depois das festas de final de ano.

"Se cada pessoa recebe R$1 mil já serão R$ 1,5 bilhão que pode acontecer de faturamento e esse dinheiro todo vai entrar para o mercado", segundo vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) João Baptista Ferreira, um dos idealizadores da iniciativa.

Kanner diz que a Riachuelo já se comprometeu a abrir 300 vagas em janeiro, e a Havan, de Luciano Hang (foto), que ficou conhecido na campanha eleitoral por admitir fechar a rede, caso Bolsonaro não ganhasse a eleição, outros 5 mil empregos. 

João Appolinário, da Polishop, e Edgard Corona, das academias de ginástica Bio Ritmo e Smart Fit, também aderiram ao movimento.
* Com Agências


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.